Login
Registar
  • por
  • spa
  • eng
  • br

Excelente participação em perspectiva na Agritechnica 2009


Actualmente, de acordo com os organizadores - DLG (Sociedade Alemã de Agricultura), a Exposição Internacional de Tecnologia Agrícola, a ser realizada em Hannover, de 10 a 14 de Novembro de 2009 (dias exclusivos: 8 e 9 de Novembro), já tem inscritos mais de 1.850 expositores de 40 países. Incluindo cerca de 300 novos expositores. O director do departamento de feiras da DLG, Jochen Kockler, indica que este satisfatório resultado actual, alcançado apesar da difícil situação na maior parte dos mercados agrícolas mundiais – coloca a exposição ao mesmo nível de participação recorde conseguido na edição de há dois anos. O Dr. Kockler salienta que na Agritechnica 2009 estarão representadas as principais empresas do sector, que irão apresentar em pormenor os seus desenvolvimentos e inovações. Assim a Agritechnica confirma a sua posição como principal feira mundial da tecnologia agrícola. “Este é o lugar onde se encontram os agricultores profissionais, os principais clientes da indústria, o comércio, as instituições de investigação de toda a Europa, assim como do resto do mundo e também os representantes políticos e associativos”
 Além disso, o director da feira afirmou que a DLG registou um crescimento de área de exposição dentro dos sectores técnicas de mobilização do solo e preparação de terrenos para a sementeira, técnicas de transporte e fertilizantes, bem como no que se refere às técnicas de tratamento. 

Excelente participação internacional
Mais de 45 por cento dos expositores procedem do estrangeiro. A maioria das 828 empresas inscritas até este momento procede de: Itália (257), Holanda (77), França (61), Áustria (57), Turquia (52), Dinamarca (31), Espanha (31), China (30 ), Canadá (30), Finlândia (25) e Reino Unido (21). É também satisfatória a participação da Suécia (19 expositores), Polónia (17), Índia (16), Bélgica (14) e República Checa (13). Além disso, também apresentaram inscrições para pavilhões comuns os seguintes países: Argentina, Brasil, China, França, Canadá e os E.U.A. Para a DLG, a elevada participação internacional é um sinal claro da crescente orientação global da indústria de tecnologia agrícola e da economia agrária com a sua interdependência global. Os fabricantes pretendem utilizar esta plataforma, com o objectivo de penetrar em novos mercados.

Razões para a boa afluência 
 A DLG menciona duas razões principais por trás da excelente procura por parte dos expositores, por um lado, a clara posição alcançada pela Agritechnica como o principal ponto de encontro mundial para o sector da tecnologia agrícola que exerce uma poderosa atracção sobre todos os agricultores profissionais. Além disso, o facto da Agritechnica ser desde sempre a montra que mostra as novidades mundiais. Os fabricantes de máquinas agrícolas, organizam desde há  anos os seus ciclos de inovação segundo a celebração da Agritechnica em Hanover, onde apresentam as suas novidades para o mercado mundial. A Agritechnica é caracterizada pela elevada qualidade dos seus visitantes. Na última edição realizada há dois anos, acorreram a Hannover 340.000 visitantes, dos quais 72.000 chegaram do estrangeiro.
Novo conceito no recinto da feira com alterações na ocupação dos pavilhões

Devido a uma procura adicional de mais superfície nos pavilhões, a DLG integrou no conceito Agritechnica dois novos pavilhões de exposição. Desta forma, foi possível aperfeiçoar o conceito de grupos de especialidades e a distribuição nos pavilhões. O objectivo deste novo conceito de grupos de especialidades consiste, por um lado, em estruturar ao máximo a Agritechnica em torno de temas, com o objectivo de apresentar a exposição de uma forma optimizada orientada para os visitantes e adequada para a apresentação dos produtos. Por outro lado, pretende-se alcançar uma distribuição optimizada dos visitantes por todo o recinto de exposições. Assim, graças aos novos pavilhões 25 e 26, o fluxo de visitantes na zona oeste do recinto será estimulada, haverá um Centro de Tecnologia para a Colheita de Forragem, e além disso, no Pav. 13, serão apresentados tractores e ceifeiras. 

"World Soil and Water Show"  na Agritechnica 2009
Durante a Agritechnica 2009, o tema de “O solo e a água” irá receber uma atenção especial. O solo e a água são os principais factores de produção agrícola. A sua utilização sustentável e eficiente será o principal desafio para a agricultura no futuro. No âmbito do "World Soil and Water Show"  e numa área de exposição de 1.500 m2 no Pavilhão 11, serão apresentados de forma exemplar conceitos inovadores que se aplicam em diferentes partes do mundo para a utilização da água e o cultivo do solo. O visitante pode encontrar num único instante soluções e conceitos inovadores do cultivo do solo e da irrigação. Também se irá mostrar como evolui a disponibilidade hídrica para a agricultura em diferentes áreas, e com que medidas poderá o agricultor contar para garantir o abastecimento de água às suas terras. Os conceitos apresentados destinados ao cultivo do solo irão descrever as formas de economizar água e melhorar a disponibilidade da mesma no solo; os conceitos de irrigação ilustrarão como levar a cabo uma utilização dos sistemas de irrigação de um modo orientado para o futuro.

Centro para comerciantes e maquinaria de ocasião
O “Centro de Maquinaria de Ocasião”  no pavilhão 7 é uma peça central para as empresas que desenvolvem actividades comerciais. Esta é uma excepcional plataforma para obter contactos com a procura global de equipamentos de segunda mão. Entre os participantes, pode encontrar revendedores de máquinas ocasião, bolsas on-line, leiloeiras, bancos, empresas envolvidas à logística e muitos outros. O Centro Internacional para Comerciantes na Agritechnica está sob a direcção do Comité Central do Trabalho Artesanal e Comércio de Máquinas Agrícolas (HAG) e da Confederação Europeia CLIMMAR, este centro irá funcionar como uma bolsa de contactos e um ponto nevrálgico profissional para todos os parceiros de serviço e distribuição dos fabricantes europeus de máquinas agrícolas. O comércio de máquinas de ocasião é actualmente um dos sectores com maior crescimento a nível internacional. 

Workshop “Oficina em directo”
Uma condição importante para que o mercado de máquinas agrícolas funcione é prestar um bom serviço com pessoal especializado e com as melhores qualificações. Em colaboração com o Comité Central do Trabalho Artesanal e Comércio de Máquinas Agrícolas, serão apresentados e discutidos trabalhos práticos de reparação, manutenção e renovação, os requisitos exigidos em diferentes níveis de qualificação (aprendizagem, técnico de serviços e mestres), os mecanismos envolvidos na tecnologia de equipamentos de construção e máquinas agrícolas. Haverá também uma completa oferta informativa por parte das entidades educativas da profissão.

Durante o salão decorrerão também colóquios e sessões informativas sobre os mais variados temas relativos às diferentes vertentes da tecnologia agrícola.
Publicado em: 02 JUL 2009
Gallery