Login
Registar
  • por
  • spa
  • eng
  • br

Conferência de imprensa Stihl 2009

Foi no magnífico cenário do Palácio Nacional de Queluz que a Andreas Stihl, S.A. realizou, no passado dia 29 de Setembro, a sua conferência de imprensa anual para apresentação de resultados, objectivos e novos produtos.
Resultados recorde em 2008 e boas previsões para 2009
Durante a apresentação, o gerente da empresa em Portugal, Juvenal Martins, realçou os resultados do Grupo STIHL a nível global e em Portugal.
Apesar da conjuntura económica desfavorável o ano 2008 finalizou com uma facturação global de 2140 milhões de euros, o que se traduziu num crescimento de 2,6% a nível mundial. A filial portuguesa facturou cerca de 11,2 milhões de euros em 2008 e para 2009 prevê ultrapassar novamente os 11 milhões de euros pela terceira vez consecutiva. A STIHL entende a actual situação económica e de mercado como um momento de oportunidades. Utilizando as ferramentas adequadas, a STIHL sairá reforçada e incrementará a sua quota de mercado, tanto a nível mundial como em Portugal.

Novos produtos em destaque

Os novos produtos mereceram também um grande destaque durante a apresentação. A STIHL tem atacado o mercado com equipamentos inovadores e de qualidade superior tais como:
As novas motosserras MS 171, 181 e 211, que oferecem a máxima qualidade e rendimento de corte para utilizadores hobby mas exigentes; As roçadoras FS 40, FS 50 e FS 50 C-E, que cumprem com a normativa Euro II, com melhores prestações, ergonomia e facilidade de utilização, garantindo um trabalho seguro; O STIHL MotoMix, o único combustível de estas características no mercado português, gasolina e óleo de elevado rendimento, mantendo as suas características inalteradas até 2 anos no recipiente, para uma utilização hobby e também profissional; A nova corrente de diamante Picco Duro 3, primeira corrente de baixo perfil e longo período sem necessitar de ser afiada, para utilizadores particulares; Os novos corta-sebes a bateria HSA 65 e 85, iniciando uma terceira linha de motorização, ideal para trabalhos em locais sensíveis ao ruído; O biotriturador GE420 que conta com um inovador sistema de dupla tremonha que processa na mesma máquina resíduos moles e duros; As novas motosserras MS 311 e 391 que permitem à STIHL consolidar-se como marca de referência relativamente à inovação e qualidade, permitindo ganhar terreno frente a outras marcas, abrindo uma brecha entre a STIHL e os seus concorrentes mais directos.

Solvência económica garante aposta em investigação e desenvolvimento

A tarefa de desenvolver constantemente este tipo de produtos inovadores traduz-se num grande esforço e investimento, que na STIHL é possível graças a ser uma empresa familiar, permitindo à companhia ser totalmente independente de bancos e outras entidades. Todos os investimentos são financiados através de recursos próprios.
Esta autonomia financeira permitiu ao Grupo STIHL realizar em 2008 um investimento de 189 milhões de euros destinados a investigação e desenvolvimento, representando 8,8% da sua facturação global. Conforme conta Juvenal Martins “a STIHL dedica à investigação e desenvolvimento de novos produtos, mais do dobro da média da indústria alemã”.


Compromisso com os seus colaboradores
Esta solvência económica está em sintonia com um firme compromisso da STIHL para com a manutenção dos seus postos de trabalho. Recentemente o conselho de administração estabeleceu um acordo com a comissão de trabalhadores nas fábricas STIHL na Alemanha, em que garante a continuidade dos 3500 postos de trabalho até 2015.

No final da apresentação os jornalistas presentes tiveram a possibilidade de ver em operação a maior parte dos novos produtos STIHL distribuídos por duas estações de demonstrações existentes nos jardins do Palácio a que se seguiu um requintado buffet.
Publicado em: 09 OCT 2009
GalleryGalleryGalleryGalleryGallery