Login
Register
  • por
  • spa
  • eng
  • br

Agritechnica premeia 33 inovações na área agrícola

A Agritechnica, uma das principais feiras internacionais de maquinaria e tecnologia para a agricultura, apresenta numa base bienal, em Hannover na Alemanha, as tendências futuras no sector dos equipamentos agrícolas. Um dos momentos mais esperados é sempre a apresentação dos premiados com as medalhas de ouro e de prata para a inovação.

Este ano os galardoados foram os seguintes:

5 MEDALHAS DE OURO:


NEW HOLLAND
“Controlo automático da boca de descarga e do seu deflector”
O recorte de forragem para silagem é uma operação muito exigente. O objectivo consiste em procurar obter um desempenho optimizado com pouco stress, risco e perdas no campo. O scanner 3-D da New Holland permite uma carga automática das unidades de transporte durante o dia, em situações de nevoeiro ou de noite. Tanto o bocal de descarga como o seu deflector estão automaticamente orientados para dentro dos limites do reboque auxiliar. O operador já não precisa de se concentrar no enchimento do reboque. Este sistema, de elevado nível de conforto operacional, aumenta a capacidade e eficácia de trabalho, assim como a segurança laboral.


CLAAS
“Cemos”
O serviço de optimização electrónica do equipamento (CEMOS) da Claas é um sistema interactivo de assistência às regulações, que integra o ajustamento da totalidade dos componentes das máquinas colhedoras para diferentes condições culturais e de colheita, e que permite ao condutor o ajustamento progressivo das regulações óptimas da máquina. Desta forma, apresenta-se pela primeira vez uma optimização total do processo de colheita, graças a este sistema de assistência apoiado por computador. As máquinas modernas vêm programadas com o sistema de informação com valores de ajustamento para condições médias de colheita. No entanto, ao optimizar as regulações o utilizador normalmente apenas realiza alterações mínimas aos pré-ajustamentos relativos às condições no momento em que se realiza a colheita. Como resultado a maioria das máquinas realizam o seu trabalho de campo com um rendimento e uma qualidade laboral inferior ao verdadeiro potencial do equipamento. O sistema CEMOS analisa a situação actual optimizando os passos sistematicamente e propondo-os posteriormente ao condutor. Neste contexto, o sistema tem também em conta os ajustamentos básicos programados, bem como as variantes ou opções de equipamento. O condutor pode aceitar estas propostas de ajustamento ou solicitar alternativas. Se aceita a proposta de ajustamento, recebe uma notificação dos ajustamentos controlados por sensores indicando se o resultado do trabalho melhorou ou não. Além disso, o sistema CEMOS avisa o condutor, de forma antecipada, sobre conflitos de tarefas; por exemplo, um aumento de grãos partidos ao realizar uma debulha intensiva, assim como limites técnicos do ajustamento seleccionado. O condutor pode maximizar, em colaboração com o sistema, a qualidade e o rendimento de trabalho realizado pela ceifeira, com o fim de aproveitar ao máximo as suas possibilidades técnicas. O CEMOS é portanto um marco no caminho a seguir para aumentar a eficácia da colheita de grãos.


CLAAS
“Claas Auto Fill”

O recorte de forragem para silagem é uma operação muito exigente. O objectivo consiste em procurar obter um desempenho optimizado com pouco stress, risco e perdas no campo. A análise de imagens 3-D da Claas permite um carregamento automático das unidades de transporte durante o dia, em situações de nevoeiro ou de noite. Tanto o bocal de descarga como o seu deflector estão automaticamente orientados para dentro dos limites do reboque auxiliar. O operador já não precisa de se concentrar no enchimento do reboque. Este sistema, de elevado nível de conforto operacional, aumenta a capacidade e eficácia de trabalho, assim como a segurança laboral.


CENTRO DE COMPETÊNCIA ISOBUS
“Conceitos operativos ISOBUS transversal aos fabricantes“
(Por iniciativa das empresas Amazone, Grimme, Krone, Kuhn, Lemken e Rauch)
Um projecto pensado por distintas empresas fabricantes de máquinas agrícolas conseguiu conceber e produzir, pela primeira vez no mundo um conceito fácil de usar para a maquinaria agrícola compatível com ISOBUS. Foram concebidas estruturas com menus idênticos, expedientes para programar e introduzir os ajustamentos, pictogramas e posicionamentos idênticos para atingir uma introdução e navegação de forma intuitiva, tanto para aplicações diversas (por exemplo, reboques auto-carregadores, colhedoras de batatas ou charruas), como para as mesmas aplicações com as alfaias de distintos fabricantes (por exemplo, distribuidores de adubo). Para chegar a este conceito, as empresas criaram de forma conjunta um terminal ISOBUS totalmente actualizado do ponto de vista técnico e com um desenho ergonómico. Neste sentido, para além das necessárias interfaces de software e hardware para o equipamento, foi dada uma particular importância à interface homem-máquina, como por exemplo: introdução de dados através de um ecrã táctil, teclas programáveis e manejo com uma única mão, assim como o botão de stop ISOBUS. O conceito operativo foi testado com sucesso através do intercâmbio de terminais de vários fabricantes, o que representa um marco importante para todas as soluções que introduzem ISOBUS independentemente do fabricante de alfaias que o utilize.


JOHN DEERE
“ActiveCommand Steering”
A John Deere apresenta pela primeira vez o sistema “Steer-by-Wire” que intervém de forma activa através de um controlador no circuito de ajustamento da direcção, para melhorar consideravelmente a segurança e a comodidade de deslocamento. Esta intervenção activa no circuito de regulação da direcção não existe ainda no sector automóvel e comercial. O comportamento insatisfatório em linha recta, observado com as direcções inteiramente hidrostáticas utilizadas habitualmente, foi melhorado, o que facilita as operações de condução e melhora o conforto do operador. O momento da direcção é modulado activamente segundo as condições de condução, e o condutor tem noção, através do volante, das manobras de direcção. Até esta altura, as manobras rápidas de desvio de trajectória provocavam por vezes uma oscilação não controlável do veículo, algo que agora é evitado de forma activa com um efeito semelhante ao produzido pelo sistema ESP nos carros. Isto nota-se particularmente a velocidades elevadas com reboques pesados de vários eixos e com barra de engate fixa. Além da segurança, o sistema é manobrável com mais facilidade sobre o campo e em trabalhos com carregador frontal, graças a uma desmultiplicação da direcção independentemente da velocidade.


28 MEDALHAS DE PRATA


NEW HOLLAND
“Ajustamento automático da velocidade do ventilador de limpeza, em declives”
Qualidade de trabalho uniforme e rendimento de trabalho durante a colheita em áreas inclinadas


Os sistemas de compensação de inclinação habituais para limpeza em ceifeiras-debulhadoras apenas reagem à inclinação lateral. Se a ceifeira colhe ao alto (na linha de subida e descida), durante o trabalho em declives isso pode levar à perda ao longo do percurso de grão da unidade de limpeza e, consequentemente, a elevadas perdas de grãos. O sistema de controlo de velocidade da ventoinha da New Holland detecta o ângulo de subida ou descida da ceifeira-debulhadora e ajusta automaticamente a velocidade da ventoinha de limpeza para efeitos de compensação. O operador regula a velocidade da ventoinha em função do nivelamento do terreno e o sistema reduz a velocidade na condução ascendente e aumenta a mesma na condução descendente, para optimizar a espessura da camada de material na sapata de limpeza. Não é necessário qualquer trabalho adicional por parte do condutor, as perdas são reduzidas e a amostra de grão é melhorada.


PÖTTINGER
“Afiamento das facas no reboque auto-carregador”
Até agora, afiar as facas do reboque auto-carregador era uma tarefa que, para além de não ser ergonómica, requeria muito tempo. A Pöttinger conseguiu desenvolver uma máquina de afiamento automático para facas individuais nas unidades de corte dos reboques auto-carregadores. O procedimento está totalmente automatizado e pode ser activado várias vezes por dia durante o transporte. O accionamento, completamente hidráulico, está concebido de uma forma simples e fácil de manter. Assim já é possível encontrar nos reboques auto-carregadores facas afiadas em qualquer momento, que oferecem uma grande qualidade de corte com a consequente maior eficácia e rendimento.


KRAMPE FAHRZEUGBAU
“Reboque com cinta transportadora”
A carga e descarga deste reboque realizam-se através de uma cinta que se enrola alternativamente através de dois motores hidráulicos, um situado ao princípio da superfície de carga e outro no final, deslocando assim a carga. Esta construção oferece a vantagem, relativamente aos outros reboques, de proporcionar uma maior carga útil, e também de necessitar de uma menor potência hidráulica. As mercadorias delicadas, como as batatas, podem ser descarregadas com todo o cuidado, e as paletes, assim como cada um dos artigos da carga, podem colocar-se no portão traseiro para serem transportadas para a frente no processo de carga.


BELARUS
“Modelo 3023”
Este tractor convencional de 220 kW equipa com uma tracção diesel-eléctrica controlada electronicamente e com bons níveis de eficiência. A tomada de força dianteira é accionada electricamente sendo assim totalmente independente do regime do motor de combustão interna. A rede interna de alta tensão, com corrente contínua, permite emitir até 172 kW de potência eléctrica para os correspondentes requisitos de utilizadores externos.


HÄGELE
“Cleanfix Pulstronic”
Radiador mais limpo, com menos potência exigida ao ventilador
As pás do ventilador do Cleanfix Pulstronic podem rodar sobre o próprio eixo longitudinal, não só para limpar o radiador, como também para economizar energia. As pás podem ser colocadas numa posição intermédia segundo as necessidades de arrefecimento. Isto é possível graças a um mecanismo de ajustamento integrado no circuito de regulação, que processa sinais CAN bus ou PWM do controlador do motor e regula ao limite a posição exacta das pás, através de um sensor de posicionamento.
Relativamente ao acoplador viscoso, e independentemente da potência de ventilação, não há perdas de potência decorrentes da patinagem da embraiagem. Além disso, os extremos das pás possuem “flex tips” ligeiramente sobredimensionadas, pelo que na parte dianteira se ajustam à tomada de ar. Desta forma evita-se efectivamente uma recirculação de ar e aumenta-se a eficácia.


JOHN DEERE
“Condition Monitoring System” para ensiladoras automotrizes

Evitar paragens devido à imobilização de máquinas por avaria, é cada vez mais importante tendo em vista o crescente rendimento desejável das máquinas colhedoras, uma vez que isso resulta num potencial decisivo para reduzir custos de produção e aumentar a segurança de utilização. A instalação de sensores de aceleração em suportes chave de uma ensiladora permite, pela primeira vez, num equipamento de trabalho automotriz, reconhecer por antecipação uma possível paragem. Através de uma reparação preventiva, é possível evitar não só uma avaria durante o processo de trabalho com a imobilização de toda a cadeia de silagem, como também se evitam danos posteriores causados a terceiros componentes do equipamento. O sistema de controlo está integrado no sistema telemático JD Link, que oferece documentação de erros, assim como a opção de aviso através de rede GSM.


JOHN DEERE
“EasyGuide Center Link”
A ligação tradicional do 3º ponto de engate com alfaias hidráulicas pesadas, faz da operação um acto de esforço no limite que, por vezes, resulta em graves lesões aos seus utilizadores. O facto é particularmente constatado com alfaias que têm uma área limitada de movimentos para realizar o engate. A  John Deere resolveu este problema com uma mola de descompressão que sustenta o referido braço superior de engate e, que permite efectuar a ligação a partir da cabina do tractor, com a ajuda de um cabo. O braço superior do engate fica estabilizado lateralmente e de uma forma segura, através de uma mola centrada.


JOHN DEERE
“I-Solutions” ampliadas para pulverizadores John Deere
A John Deere amplia a gama dos seus pulverizadores rebocados das séries 700i e 800i, com funções que têm por objectivo uma carga exacta de enchimento, uma distribuição com maior precisão e uma melhor limpeza e distribuição do líquido residual. O terminal de controlo principal é o “GreenStar 2600” que serve para ajustar, controlar e executar as funcionalidades conhecidas. O novo Calculador de Enchimento de Depósito integrado calcula o volume necessário de água e produto fitossanitário para cada carga do reservatório (mesmo nos casos em que não esteja completamente vazio, ou para superfícies residuais). As quantidades necessárias de água e produto podem ser impressas. Através da distribuição gerida por GPS, é calculada de maneira exacta a superfície restante que fica por tratar e é determinada, para esta mesma, a quantidade necessária de água e produto —, o que permite reduzir ao máximo os restos que ficam por usar. O sistema “Auto Dilute” encarrega-se posteriormente de limpar o equipamento de pulverização de forma automática, independentemente da limpeza e da extracção se fazerem de forma interrompida/escalonada — isto é, segundo factores de dissolução pré determinados (1:6 ou 1:100), ou num procedimento contínuo.
O sistema oferece as seguintes vantagens:
•    Distintos alívios da carga sobre o utilizador, reduzindo o risco de falhas operacionais
•    Redução das restantes quantidades residuais e poluição ambiental
•    Evita dosagens erradas
•    Facilita a mistura do fluido de pulverização desejado
•    Benefícios para o cliente graças ao rápido e exacto, enchimento limpeza e pulverização.


FLIEGL
Cobertura “TopLift”
A cobertura “TopLift” de accionamento hidráulico, é ideal para proteger e cobrir de forma rápida e segura as cargas. Assim, a mercadoria já não voa com o vento, nem há perdas de produto transportado, e encontra-se protegida dos excrementos de pássaros e da chuva. Isto significa não só mais segurança para os veículos que circulem na sua proximidade, como também elimina o desconforto e os riscos que os utilizadores correm com a colocação de uma cobertura manual a 4m de altura.


KRONE
“EasyCut 32 CV Float“ - Gadanheira frontal

A EaysCut 32 CV Float é a primeira gadanheira frontal com cabeçote de montagem deslizante e suspensão integrada da barra de corte que, ao mesmo tempo, proporciona uma pressão de apoio uniforme graças à nova cinemática “Float” das molas de descarga perante uma pressão de apoio uniforme em todas as condições de utilização. Além disso, combinam-se as vantagens das gadanheiras frontais com as das rebocadas, sem ter que colocar, tal como era necessário com gadanheiras frontais de outras configurações qualquer carga adicional no eixo frontal, o que se traduz em grandes vantagens em pendentes. O benefício adicional da pressão de solo uniforme é único.


KVERNELAND
“GEOseed”
Este novo sistema de sementeira permite uma distribuição uniforme sobre a área de beterraba ou milho, em plantações rectangulares ou triangulares de larga escala. Espera-se que a economia laboral e o respeito pelo meio ambiente melhorem através de um simplificado e mais eficiente do combate mecânico contra as ervas daninhas (sacha). Além disso, também se espera um aproveitamento mais eficaz dos recursos para o crescimento, como o intervalo entre as sementes ou os nutrientes.


HERBERT DAMMANN
“Iluminação individual de bicos de pulverização com LEDs”
Utilizando a alta intensidade das luzes LED oferece-se durante a noite uma boa visibilidade nocturna da zona dos bicos de pulverização das barras de distribuição. Assim, torna-se possível reconhecer o modo como a operação decorre, limpando, ajustando ou substituindo os elementos finais activos das respectivas máquinas. Além disso, esta inovação tem a vantagem de proporcionar um campo visual de observação mais amplo ao operador, não só quanto à posição optimizada do implemento em relação às culturas a tratar, como também permitindo visualizar e reagir atempadamente a eventuais obstáculos de percurso.


HOLMER
“Terra Dos T3 6 & Terra Dos T3 Plus“ – Unidade de extracção de alta capacidade para arrancadores de beterraba
A unidade de extracção com suspensão individual HR permite, pela primeira vez, em arrancadores de beterraba multilinhas, orientar a profundidade da operação em cada uma das linhas individualmente. Deste modo, a profundidade da operação orienta-se segundo cada uma das linhas. As irregularidades da cama de sementeira da beterraba sacarina, as raízes ou as possíveis erosões produzidas exigiam até agora uma profundidade de extracção que devia orientar-se, com as conhecidas desvantagens, dependendo das beterrabas mais profundas em toda a largura útil de trabalho do extractor. Este avanço permite uma colheita que economiza energia e que, ao mesmo tempo, se produz de forma cuidadosa e com uma adesão de terra mínima.


CLAAS AGROSYSTEMS
Integrando, nos ficheiros Agro-net de rotação de culturas, a base de dados Proplant e as suas informações sobre todos os produtos fitossanitários autorizados, diariamente actualizados, os gestores da exploração têm a sua tarefa simplificada no que respeita às intervenções fitossanitárias. A ligação ao banco de dados via Web dá segurança ao utilizador no que respeita à homologação dos produtos, como também suporta de forma activa a selecção do produto. Com o registo de consulta agrária compara-se a informação sobre o coberto vegetal, as variedades e o histórico das intervenções com a lista indicativa do banco de dados de produtos fitossanitários; e emitem-se propostas de produtos que podem ser utilizados de acordo com os requisitos fixados pela autorização legal. Esta inovação além de proporcionar segurança pode também proporcionar economia de tempo de trabalho ao nível da gestão das culturas.


JOHN DEERE + PÖTTINGER
“Combinação de reboque auto-carregador inteligente”

A Pöttinger e a John Deere utilizam as novas possibilidades oferecidas com o “reboque auto-carregador inteligente”, que não só pára o tractor em caso de necessidade, como também controlar a velocidade de avanço do conjunto tractor/reboque segundo as dimensões e a densidade da carga transportada. Neste equipamento são empregues sensores ultra-sónicos na parte frontal do tractor, que determinam a forma da carga forrageira. Como os dados são recolhidos de antemão, o tractor dispõe de suficiente tempo de reacção para adaptar a sua velocidade. O sistema não só proporciona um valor objectivo para a velocidade, como também controla a aceleração. O sistema funciona em combinação com um sistema de sensores sofisticado, que se encontra localizado no reboque auto-carregador e que funciona a todas as velocidades de deslocamento, melhorando a eficácia de todo o processo e simplificando, ao mesmo tempo, o trabalho do operador.


JOSEF KOTTE
“iTANK” – “Sistema de medição de nível de enchimento e de relação de fluxo em circulação”
O relativamente acessível sistema “iTank”, da empresa Kotte, mede tanto o nível de enchimento dos depósitos das cisternas de chorume como também a relação de fluxo em circulação. Como alternativa, pode-se calcular e mostrar a distribuição actual por hectare, assim como a cobertura da zona tratada durante o trabalho da máquina.


JOHN DEERE
“Tractor-Implement Automation”
Baseada no protocolo ISOBUS a John Deere tornou possível que os equipamentos certificados tenham acesso aos parâmetros do tractor relevantes para a segurança (por exemplo, velocidade e estratégia de deslocação, sistema hidráulico, tomada de força). A John Deere demonstra esta opção através do exemplo de uma enfardadeira de rolos, que aumenta o seu rendimento e, ao mesmo tempo, facilita o trabalho do operador. Depois de encher a câmara de compressão, o tractor pára automaticamente; posteriormente ao enrolamento, o portão de descarga abre, e fecha quando a enfardadeira activa as válvulas remotas do tractor. Desta forma, não só se automatiza todo o processo, como também se elimina a duplicação de equipamento normalmente utilizado até agora na assistência electro-hidráulica ao nível da enfardadeira.


AMAZONE
“Iluminação individual de bicos de pulverização com LEDs”
Utilizando a alta intensidade das luzes LED oferece-se durante a noite uma boa visibilidade nocturna da zona dos bicos de pulverização das barras de distribuição. Assim, torna-se possível reconhecer o modo como a operação decorre, limpando, ajustando ou substituindo os elementos finais activos das respectivas máquinas. Além disso, esta inovação tem a vantagem de proporcionar um campo visual de observação mais amplo ao operador, não só quanto à posição optimizada do implemento em relação às culturas a tratar, como também permitindo visualizar e reagir atempadamente a eventuais obstáculos de percurso.


LEMKEN
“QuickConnect”
O sistema “QuickConnect” da Lemken simplifica consideravelmente o engate aos três pontos dos implementos. A ligação ao 3º ponto, veios de transmissão, mangueiras, etc., realiza-se no espaço livre situado entre o tractor e a alfaia. Depois de reverter o tractor, os dispositivos de acoplamento rápido são engatados nos pernos do braço inferior e o 3º ponto é automaticamente guiado até à sua posição final de bloqueio. Esta segunda parte do procedimento de engate pode realizar-se directamente a partir da cabina. Além disso, o sistema de engate aproxima ainda mais a alfaia do tractor. Este novo sistema de engate oferece as seguintes vantagens:
•    O acoplamento pode ser realizado de forma cómoda e segura por uma única pessoa
•    Aumenta a segurança de trabalho e de transporte graças à translação do centro de gravidade da alfaia rebocada na direcção do tractor.


LEMKEN
VariExtend - “Barra de pulverização com progressão contínua e regulável”

A barra de pulverização está construída em segmentos e a largura da barra pode variar na posição de trabalho, esticando ou retraindo os segmentos. É possível também estabelecer uma largura assimétrica da barra de pulverização. Os segmentos externos da barra de pulverização mantêm-se fixos na sua posição exteriores, desta forma, mantém-se totalmente a funcionalidade de protecção na área de extensão. Assim, é possível ajustar facilmente a barra para diversas larguras úteis de trabalho ou largura de vias. Portanto, evitam-se totalmente os obstáculos que possam haver sobre a superfície do campo, sem ter de abandonar a trajectória.


NEW HOLLAND
“Smart-Braking-System”
O sistema ABS da New Holland oferece não só as vantagens de segurança já conhecidas, como também leva em conta as exigências particulares das tarefas agrícolas. Por exemplo, ao  virar nas cabeceiras, é possível realizar, pela primeira vez, as tão solicitadas travagens individuais das rodas com um raio de viragem correspondentemente pequeno. A roda que se encontra no interior da curva atrasa-se de forma proporcional ao ângulo de rotação, sem que haja um bloqueio ou se produzam danos na via. O sistema serve também como assistente de circulação em declives, não danifica o solo e facilita o trabalho do operador.


AMAZONE
“SmartControl” 
Regulamento automático das linhas no semeador de precisão EDX
Pela primeira vez, o controlo automático e adaptativo da posição das linhas garante a qualidade de isolamento de um semeador de precisão. Isso melhora substancialmente a qualidade do trabalho em sementeira de milho, especialmente a altas velocidades de circulação.


GRASDORF WENNEKAMP
“Soil Load Monitor (SLM)”
Um sensor de ultra-sónico na jante da roda mede continuamente a deflecção dos pneus proporcionando assim uns dados indicativos que permitem ajustar correspondentemente a pressão mínima dos pneus, em função da velocidade e da carga. Desta maneira, consegue-se em todas as situações a máxima superfície de contacto dos pneus (= conservação do solo). As medições compensadas por temperatura transmitem-se sem fios desde a roda à cabina. Assim produz-se um ajustamento seguro da pressão mínima admissível dos pneus, eliminando a possibilidade de sobrecargas do mesmo com consequências para a segurança e período de vida útil daí resultantes.


STIHL
“MS 441 C-M“
A motosserra STIHL MS 441 C-M é a primeira motosserra para profissionais que vem equipada de série com gestão de motor (MTronic) integrada, totalmente electrónica. O M-Tronic melhora o comportamento ao arrancar o equipamento e optimiza o rendimento do motor sob as mais variadas condições de trabalho. Deste modo permite uma maior segurança de utilização e uma facilidade de manejo invulgar.


AGCO
“Sistema de regulação da pressão dos pneus no Fendt 900 Vario”
Pela primeira vez, um tractor convencional cumpre uma das exigências práticas dos agricultores, ao pôr à disposição um sistema integrado de regulação para a pressão dos pneus, como equipamento de série. A adaptação da pressão dos pneus, dependendo das necessidades, significa mais segurança e menos desgaste dos mesmos em estrada, assim como uma maior preocupação ambiental quanto ao solo. O sistema é operado comodamente através do terminal Vario e, além de uma estrutura de segurança, também oferece a possibilidade de ajustar a pressão dos pneus através do ISO-Bus.


REICHHARDT
“Ultra Guidance PSR ISO” – Condução automática compatível com ISOBUS”

A integração de um sistema de condução automática, por exemplo com base em GPS ou do tipo sensorial, exige geralmente modificações específicas na maquinaria (válvulas, colocação dos mangueiras hidráulicos), com o conseguinte esforço adicional de instalação que isso representa. O sistema de condução automática compatível com ISOBUS “Ultra Guidance PSR ISO” permite agora realizar uma instalação tipo “Plug-and-go” do sistema de condução sem a necessidade de adaptar o veículo. A informação entre o sistema de condução, o tractor ou as alfaias realiza-se através do sistema ISOBUS. Deste modo, é possível manejar o sistema de condução através de um terminal ISOBUS qualquer que esteja disponível no tractor ou na alfaia. O sistema de condução é independente do tractor, de tal maneira que o utilizador pode seleccionar e empregar de modo universal tanto os sistemas de condução como os veículos, de forma independente do fabricante e segundo as necessidades da sua exploração.


BISO SCHRATTENECKER
“Ultralight 800”
As grandes ceifeiras-debulhadoras oferecem os melhores rendimentos graças, nomeadamente, às maiores larguras de corte. Por este motivo as cabeças de corte são cada vez maiores e portanto mais pesadas. Além disso, o ajustamento dos implementos em barras de corte largas tem muitas vezes de ser feito de ambos os lados. A barra de corte “Ultralight 800” da BISO-Schrattenecker, com uma largura de trabalho de 12 m, é fabricada com elementos especiais patenteados e com elementos ocos especiais de alumínio. Estes elementos sustentadores estão mutuamente interligados entre si segundo um princípio modular e formam não apenas a base para diversas larguras de trabalho, mas também uma estrutura ligeira para outros componentes. Todos os ajustamentos para se adaptar às diferentes condições de colheita são realizados de forma electro-hidráulica ou a partir de um conjunto de comandos centrais. A barra de corte que pode ser estendida para cobrir uma maior largura de trabalho é, com a sua construção ligeira, uma inovação que marca o caminho a seguir.


KRONE
“VariStream”
Um sistema de fluxo variável de material colhido, em ensiladoras automotrizes, proporciona um fluxo de material que oferece menos resistência com o objectivo de reduzir o desgaste, aumentar a economia de energia e o esforço do motor. No sistema VariStream da Krone, a parte dianteira da plataforma do tambor articula com a contra-faca. Ao reajustar as contra-facas, depois de afiadas, a plataforma do tambor introduz-se automaticamente na área dianteira. Desta maneira deixa de haver “espaços mortos” entre as contra-facas e a base do tambor, com o que se evita falhas de fluxo de material. A parte traseira inferior do tambor está colocada sobre uma suspensão e pode, portanto, alimentar grandes quantidades de forragem. Se o caudal é menor, a plataforma pode retomar a sua posição inicial, graças à suspensão. O risco de obstrução é menor, há um fluxo de material uniforme e não diminui o rendimento do cilindro recortador.
Published on: 09 NOV 2009
GalleryGalleryGalleryGalleryGalleryGalleryGalleryGalleryGalleryGalleryGalleryGalleryGalleryGalleryGalleryGalleryGalleryGalleryGalleryGalleryGalleryGalleryGalleryGalleryGalleryGalleryGalleryGalleryGalleryGalleryGalleryGalleryGallery