Login
Registar
  • por
  • spa
  • eng
  • br

Apresentação de resultados STIHL 2009

STIHL desafia a crise e lança linha de produtos sem fios
Apesar da crise económica global o volume de negócios do Grupo STIHL em 2009 diminuiu apenas 4,9%, passando para 2.0375 biliões de Euros. Se as taxas de câmbio se tivessem mantido inalteradas em relação ao ano anterior, a queda no volume de negócios teria sido de apenas 4,1%. A empresa conseguiu aumentar o seu rácio de capital para 65,3% e melhorou a sua estrutura financeira. Na conferência de imprensa sobre os resultados anuais, o presidente do conselho executivo da STIHL Dr. Bertram Kandziora realçou o próximo lançamento de novos produtos: "Nos próximos anos, os nossos clientes irão beneficiar dos nossos investimentos substanciais no desenvolvimento de novos produtos: No Outono, por exemplo, iremos apresentar ao mercado as primeiras motosserras profissionais STIHL sem fios. Outras ferramentas eléctricas sem fios, como um aparador e um soprador, seguir-se-ão no final do ano."

Resposta à crise: cortar custos, aposta no desenvolvimento de produto
A resposta da STIHL à crise económica mundial foi implementar um amplo programa de redução de custos. "Fomos capazes de economizar mais de 10% dos nossos custos globais. Ao mesmo tempo, aumentámos as nossas actividades de investigação e desenvolvimento em tecnologias de futuro e numa maior optimização de processos", disse o presidente do conselho executivo. O investimento total do grupo ascendeu a 130,7 milhões de euros. A liquidez foi aumentada em comparação com o ano anterior, o rácio de capital melhorou para 65,3% em comparação com os anteriores 60,4%. A força de trabalho em 31 de Dezembro de 2009 caiu 5,2%, para 10.883.

Mercados em declínio - mas a STIHL está a ganhar quota de mercado em todo o mundo
A crise económica mundial também teve um impacto negativo sobre a indústria de equipamentos para jardim e floresta em 2009. A desaceleração do mercado resultou numa queda das vendas de unidades de motosserras e ferramentas eléctricas na STIHL. Enquanto alguns mercados foram fortemente afectados com uma diminuição considerável do volume de negócios, os principais mercados do Grupo STIHL, ou seja, os Estados Unidos, Alemanha e França, mantiveram-se bem, apesar da crise. Na indústria da construção, a queda de negócios causou uma grave diminuição na procura de máquinas de corte. Apesar de tudo, a STIHL conseguiu ganhar quota de mercado em todo o mundo num ambiente de negócios difícil. O Dr. Kandziora explicou as razões: "Os clientes colocam mais atenção em produtos de qualidade e de marca durante a crise e tendem a evitar produtos baratos. Eles sabem por experiência que estão a comprar qualidade comprovada ao escolher um produto STIHL ou VIKING. Esta promessa de qualidade será também aplicada no futuro."

Força sem fios: Novos produtos sem fios serão lançados em breve

O conselho executivo da STIHL apresentou os novos produtos eléctricos sem fio na conferência de imprensa: Após a sua entrada na tecnologia de iões de lítio com os podadores de sebes sem fios STIHL HSA 65 e HSA 85, que foram lançados no mercado em 2009 e muito bem aceites pelos clientes, A STIHL irá apresentar quatro novos produtos accionados a bateria a partir do Outono deste ano. Os novos produtos incluem a motosserra STIHL MSA 160 C sem fios, que estabelece novos padrões de potência, características técnicas e facilidade de utilização das ferramentas eléctricas sem fios. Ela será acompanhada pelos aparadores sem fios FSA 65 e FSA 85 e pelo soprador sem fios BGA 85. "Tal como os STIHL HSA 65/85, todas as novas ferramentas eléctricas sem fios são caracterizadas por um design funcional, excepcional ergonomia e potência do motor que não só da resposta às exigências dos utilizadores ocasionais, como também atende em particular os profissionais com a força que precisam", salientou o Dr. Kandziora. Os potentes packs de baterias de iões de lítio STIHL AP 80 e AP 160 asseguram uma ampla energia nas ferramentas eléctricas sem fios STIHL. Os packs de bateria são parte do sistema modular sem fios da STIHL, o que significa que podem ser usados em todos os produtos sem fios da marca e só precisam de ser comprados uma vez. Um cinto de bateria especial está disponível como um extra opcional.
A subsidiária VIKING também usa a nova tecnologia de baterias e irá lançar dois novos cortadores de relva sem fios no mercado. Uma nova geração de cortadores de relva, a ser introduzida no início de 2011, irá incluir modelos com alimentação por iões de lítio. Os cortadores de relva serão equipados com um ou dois packs de bateria e estabelecerão novos padrões de eficiência energética.

Sucessor para a motosserra profissional mais vendida
A nova motosserra profissional STIHL MS 261 foi lançada no mercado alemão no início de Abril. Esta motosserra substitui a MS 260, que tem sido a motosserra profissional da madeira mais vendida no mundo. O Dr. Kandziora está convencido "que as novas MS 261, com a sua tecnologia de motor revolucionária, o conceito de filtro recém-desenvolvido e as baixas vibrações, oferecem as melhores condições para se tornar a ferramenta ideal para o desbaste, colheita de madeira pequena e corte em povoamentos médios."

2010 com um bom começo
O Dr. Bertram Kandziora está optimista com o crescimento dos negócios em 2010: "Nós na verdade aumentámos as nossas actividades de vendas e desenvolvimento durante a crise – anti-ciclicamente por assim dizer. Com esta estratégia e com os nossos novos produtos sem fios estamos bem equipados para a concorrência a nível mundial e, portanto, esperamos um crescimento para a empresa mãe e para o grupo durante o ano em curso." O presidente do conselho executivo da STIHL prevê que a economia mundial vai recuperar gradualmente. "No entanto, ainda temos que esperar uma série de imponderáveis nos mercados financeiros e não podemos ainda ter a certeza de uma recuperação económica auto-sustentável. Temos, portanto, planeamentos flexíveis em todas as fábricas. Além disso, um rigoroso controlo de custos permanece em vigor para todo o grupo."
Publicado em: 21 MAI 2010
GalleryGalleryGallery