Login
Registar
  • por
  • spa
  • eng
  • br

Fendt apresenta a nova ensiladora automotriz Katana


O nome Katana, escolhido pelos próprios engenheiros encarregados do seu desenvolvimento, mostra os altos padrões que se tiveram em conta na hora de se criar este novo produto. O termo designa uma espada japonesa dos samurais e é sinónimo de desempenho, afiação e precisão. Para conseguir um rendimento óptimo e um fluxo homogéneo de produto, os módulos principais da Fendt Katana 65 foram dimensionados de forma muito generosa. Por exemplo, o tambor de recorte, com um diâmetro de 720 mm, é o maior do mercado e, graças à área de alimentação que incorpora seis rolos, garante um fluxo de produto constante em todos os comprimentos de corte. No que diz ao esmagador de grão, a Fendt seguiu um caminho totalmente distinto ao dos seus concorrentes, não apenas no que se refere à sua oscilação, mas também no que diz respeito ao grau de eficácia. No que diz respeito à frente de corte a Fendt recorreu à demonstrada experiência da Kemper, que é oferecida como solução de fábrica. A máquina é propulsada por um motor V8 de 16 litros da Mercedes com 650 CV.

Por outro lado, a Fendt também incorporou a tecnologia SCR na ensiladora automotriz, o que tem por objectivo cumprir a normativa de gases de escape do nível 3b (Tier IV interim). Mas em primeiro lugar os engenheiros procuraram conseguir a máxima eficácia, em particular para o cliente. Assim, tal como acontece na área dos tractores, o pós-tratamento dos gases de escape com a solução de ureia AdBlue apresenta enormes vantagens no que se refere ao consumo de combustível e à necessidade de potência de refrigeração. Além disso, esta tecnologia também favorece o excelente comportamento dinâmico do motor e possibilita uma redução significativa das emissões de CO2.

A cabina, desenvolvida em Marktoberdorf expressamente para a ensiladora automotriz, é capaz de satisfazer as mais altas exigências. No conceito da electrónica também se puderam utilizar os elementos electrónicos utilizados no desenvolvimento dos tractores. Assim, além do conceito básico com a comunicação CAN bus também se incorporou o apoia-braços multifuncional com um novo joystick e o Varioterminal de 10,4".
Graças à suspensão do eixo traseiro incorporada na Katana 65, o comportamento em estrada é extraordinário, à velocidade máxima de 40 km/h, e torna-se extremamente convincente graças aos altos níveis de segurança em deslocamento, estabilidade e conforto.
O lançamento oficial ao mercado terá lugar no início de 2011. A ensiladora automotriz Fendt será produzida na nova fábrica da AGCO em Hohenmölsen.

Publicado em: 21 SET 2010
GalleryGallery