Login
Registar
  • por
  • spa
  • eng
  • br

Massey Ferguson 8600 com tecnologia SCR de 2ª geração


A Massey Ferguson é pioneira no uso da tecnologia de Redução Catalítica Selectiva (SCR, pelas suas siglas em inglês) na agricultura e agora apresenta o seu novo sistema SCR de 2ª geração de série em todos os modelos da série MF 8600.

O modelo premiado MF 8690 foi o primeiro tractor do mundo a usar a avançada tecnologia SCR para reduzir as emissões de escape e melhorar a economia de combustível. Agora o SCR de 2ª geração é a última fase na estratégia de longo prazo da Massey Ferguson para cumprir as exigentes normativas de emissões exigidas na nova fase 3b (UE)/Tier 4 interim (US).

A tecnologia SCR é considerada a resposta mais eficiente e elegante que oferece a engenharia para cumprir com as novas normativas de emissões. “A tecnologia SCR oferece grandes benefícios aos utilizadores porque oferece a melhor eficiência energética ao permitir que os motores funcionem num regime óptimo,” explica Martin Wakely, engenheiro de vendas da Massey Ferguson.

“Com a SCR, os gases são tratados depois da combustão numa fase independente, o que significa que não se necessitam grandes modificações do motor. Ao contrário de outras alternativas, não requer válvulas nem turbo-compressores adicionais ou pacotes de refrigeração ampliados, ou alterações extensivas aos desenhos dos motores existentes. Também não utiliza componentes internos complexos do motor ou carcaças externas para o filtro.”

Desenvolvido em colaboração com os fornecedores, AGCO SISU POWER e Bosch, o sistema Massey Ferguson “Generation 2 SCR” foi especificamente desenhado para ser utilizado em aplicações agrícolas e, porque assim se decidiu no desenho inicial, é parte integral do tractor. O “Generation 2 SCR” também não necessita de nenhuma manutenção.

“A economia de combustível, a fiabilidade e a simplicidade são aspectos importantes para os agricultores que procuram um tractor neste segmento de potência. A série MF 8600 tem tudo isto em conta,” conclui Campbell Scott, Director de engenharia de vendas.


Características dos tractores Massey Ferguson com SCR de 2ª geração:

- Catalizador de oxidação diesel (DOC) sem manutenção, localizado sob o capô
- Catalizadores de escape integrais – Nova montagem limpa, dentro do silenciador de escape
- Unidade de controlo integrada
- O depósito de AdBlue está vazio e isolado no próprio molde do depósito de combustível, com novo sistema de refrigeração para os aquecedores eléctricos das mangueiras e as tubeiras de alimentação por gravidade.
- O sistema de injecção de alta pressão por rampa comum, reduz o regime nominal do motor a 2100 rpm o que se traduz em baixo consumo de combustível e menor ruído. Os valores de potência e binário não variam.


SCR de 2ª geração – especificamente desenhado para aplicações agrícolas
Desde o princípio a Massey Ferguson desenhou a série MF 8600 para que equipe SCR, de forma que as novidades adicionais para cumprir com as normas de emissões sejam parte integral do tractor. Não há grandes filtros nem apêndices externos – a tecnologia está nitidamente contida no desenho original do tractor.


A forma original do capô, por exemplo, está preparada para alojar o novo catalizador de oxidação diesel (DOC), que não impede a visibilidade em nenhuma direcção. Montado transversalmente na parte traseira do motor, à frente da cabina, o avançado DOC é um dispositivo para a passagem de caudal – não é um filtro e não requer manutenção.

O original DOC tem um desenho simples, compacto e eficaz que também inclui os injectores para a dosificação do AdBlue. Os gases de escape sem tratar passam através de um elemento exterior em forma de “donut”, com uma estrutura em forma de favo especialmente tratada que tem uma acção de oxidação antes do tratamento SCR.

O gás tratado emerge do outro lado da câmara que contém o injector com o aditivo, que dosifica a quantidade adequada de AdBlue requerido para transformar o óxido de azoto em gases inócuos. O inteligente desenho do DOC faz com que o gás siga uma trajectória em espiral, o que garante uma mistura exaustiva com o AdBlue para que o tratamento seja eficaz.

Os catalizadores estão no sistema de escape
O inovador sistema de escape com “Câmara de catalização” é igualmente outro desenho de engenharia compacto e elegante. No interior do esbelto e ovalado silenciador, dois catalizadores SCR e dois catalizadores de patinamento fazem um maior tratamento do gás antes de ser emitido pelo silenciador de escape.

O uso de dois grupos de catalizadores permite um tratamento em paralelo do gás, que aumenta a eficiência ao mesmo tempo que reduz o tamanho da carcaça. Este inteligente desenho garante que este processo não impeça a visibilidade ou acrescente apêndices aparatosos ao exterior do tractor, que poderiam ser vulneráveis a impactos.

Unidade de controlo integrada
A Massey Ferguson, a AGCO SISU POWER e a Bosch estão há muitos anos a trabalhar em equipa sobre este desenho avançado. Agora com estas últimas alterações, muitos dos parâmetros de controlo para o sistema de dosificação do AdBlue foram transferidos para o módulo de controlo electrónico do motor (ECU). Assim se garante que o sistema de gestão do motor possa maximizar a eficiência da combustão para optimizar as prestações e minimizar o consumo de combustível e AdBlue.

Os novos sensores situados em todo o motor e o sistema SCR monitorizam e controlam o funcionamento. Os sensores garantem que as máximas prestações do motor se mantêm enquanto se dosifica o AdBlue no momento preciso para o tratamento dos gases.

Depósito integrado de AdBlue
A Massey Ferguson aumentou a capacidade do depósito de AdBlue a 60 litros e agora vai montado dentro do amplo depósito de combustível de 630 litros, com a necessidade de abastecer normalmente de cada duas vezes que se enche o depósito de combustível. Os novos elementos eléctricos de aquecimento mantêm o AdBlue a temperatura constante para que o funcionamento seja óptimo em qualquer circunstância. Um novo depósito alimentado por gravidade retém uma pequena quantidade do líquido que é libertado para esfriar o injector quando se desliga o motor.

Ainda mais económicos
Todos os modelos da série MF 8600 estão propulsados por um motor AGCO SISU POWER de 8,4 litros, seis cilindros e quatro válvulas por cilindro, sobre-alimentados e com refrigerador intermédio. Enquanto a potência e o binário continuam a ser os mesmos, os avançados motores com SCR de 2ª geração estão equipados com um novo sistema de injecção de alta pressão por rampa comum e novos injectores. Em combinação com o módulo integrado de controlo electrónico, consegue-se uma melhor economia de combustível e reduz-se o regime nominal a 2100 rpm o que também se traduz em menos ruído.



Outros melhoramentos da série MF 8600:
- Novo eixo dianteiro de alta Resistência, de série nos modelos de maior potência e opcional no resto
- Novo apoia-braços com novos botões e interruptores, consola adicional e actualizações do software do monitor principal de controlo
- Novo sistema de direcção auto-direccional System 150 instalado de fábrica
- Degraus de acesso à cabina ajustáveis
- Novas extensões dos guarda-lamas

Com a apresentação do SCR de 2ª geração, a Massey Ferguson aproveitou a oportunidade para melhorar a série MF 8600. Um novo eixo dianteiro mais resistente com reduções epicicloidais mais robustas é oferecido de série nos modelos MF 8688 e MF 8690 e opcionalmente nos modelos de menor potência MF 8650, MF 8660 e MF 8670. Este eixo foi desenhado para oferecer a resistência e durabilidade adicionais que se requer para o uso de rodas gémeas em períodos prolongados.

Dentro da cabina os operadores encontrarão alterações nos comandos e interruptores que facilitam ainda mais o controlo do tractor. Os novos botões no apoia-braços de maior tamanho e o novo interruptor de subida/descida encontram-se mais espaçados e o novo painel e os interruptores à direita são também mais claros e mais comodamente localizados para melhorar o controlo.

O software do monitor de controlo principal também foi actualizado para dar ainda mais facilidades ao operador, como por exemplo, poder escolher o distribuidor que a alavanca monocomando deve accionar. Outra nova função é o controlo automático de máquinas rebocadas. O acesso à cabina é ainda mais fácil com a adição de degraus ajustáveis que podem ser modificados para se adaptarem às formas e tamanhos de cada operador.

Também existe a opção do sistema de condução automática montada de fábrica, que se acciona através do Módulo System 150, que oferece direcção automática ao mesmo tempo que o traçado dos mapas, registo de trabalho em campo e controlo automático de secções.

Para todos os utilizadores que escolhem a montagem de pneus largos e de baixo perfil, a Massey Ferguson adicionou um guarda-lamas 100 mm mais largo.

Publicado em: 08 MAR 2011
GalleryGallery