Login
Register
  • por
  • spa
  • eng
  • br

Os Equipamentos de Pavimentação Cat® enfrentam qualquer desafio


Com uma vista magnífica sobre o Oceano Atlântico, estradas sinuosas, e hotéis históricos, a vila Portuguesa de Cascais é um popular destino de férias europeu. A Avenida Marginal é a estrada principal, localizada à beira-mar e é usada para aceder à vila e às suas atracções. No entanto, esta estrada começou a sofrer de má drenagem, resultando na formação de riachos em períodos de chuva forte, tornando as viagens perigosas para carros e também para peões. O município local decidiu abordar a situação há alguns meses, quando contratou o empreiteiro especialista em pavimentação, Sanestradas, para efectuar os melhoramentos necessários.

O projecto
A maior parte do troço de um quilómetro de estrada afectado, só precisava de atenção menor, com a excepção de um troço de 65 metros que tinha sofrido danos durante a construção de um edifício. A obra abrigará um novo sistema de drenagem no troço de 65 m e permitirá que a precipitação seja canalizada através de uma sarjeta. No entanto, 300 metros da estrada eram tão planos que a chuva estagnava e não fluía. Criar um declive à superfície não era possível: o pavimento só tinha uma altura média de 100 mm e isso significava que a chuva iria fluir para o próprio pavimento.

Os representantes do Município de Cascais decidiram que o novo sistema de drenagem teria de ser instalado em primeiro lugar. O troço de 65 m de má qualidade existente foi removido e a área das valas foi substituída por duas camadas de 20 cm de base de agregado triturado com uma granulometria extensa. Essa base incluía betume MC70 fluídico de irrigação, com uma taxa de impregnação de 1 kg por m2. Uma camada de ligante de uma espessura de 11 cm foi aplicada no topo, seguida da camada de desgaste com uma espessura média de 6 cm. Uma vez que, o restante troço não precisava de novas camadas de base ou quaisquer outros melhoramentos, a fresadora removeu 6 cm de material. A pavimentadora, em seguida, colocou uma camada de desgaste AC 14 Surf 35/50 (BB) tanto sobre as partes reconstruídas como sobre as partes fresadas do projecto.

Um calendário apertado
Foram dadas duas semanas às equipas de trabalho para concluir o projecto e o trabalho só poderia ser realizado durante a noite. Além disso, nenhuma obra poderia ter lugar às Sextas-feiras, Sábados e Domingos, quando os turistas de fim-de-semana visitam a Vila. Com efeito, a janela real para fazer o trabalho tinha apenas oito noites e, claro, o tráfego teve um acesso restrito durante o projecto.

Fresagem
A fresadora Cat® PM102 removeu os 6 cm de asfalto onde era necessário. Com uma largura de corte de 100 cm, a Cat® PM102 ajustava-se adequadamente à estrada estreita, proporcionando a produtividade necessária para triturar uma faixa em duas noites. O calendário apertado não deixou nenhuma margem de erro e, por essa razão, dois técnicos de serviço da STET, o distribuidor Caterpillar em Portugal permaneceram no local apenas para o caso de serem necessários.

Pavimentação

Logo que a faixa era fresada, as pavimentadoras tandem passavam ao trabalho com camiões de entrega descarregando o material nas tremonhas. A Sanestradas seleccionou a compacta e muito móvel Cat® AP555E com uma mesa AS4252C. O design de peso mais leve da AP555E é uma solução popular. Ele permite que os empreiteiros transportem a pavimentadora juntamente com outro equipamento necessário para o local de trabalho, maximizando o transporte da máquina enquanto minimiza os custos. A trabalhar apenas alguns metros à frente estava a experimentada pavimentadora de rastos Cat® AP655D, uma máquina versátil na categoria de 18-19 toneladas que lida facilmente com os desafios de pavimentação de locais de trabalho mais estreitos.

Pedro Santos, chefe de projecto da Sanestradas, estava satisfeito com a produtividade de ambas as pavimentadoras: "Com as duas pavimentadoras a trabalhar em conjunto, conseguimos concluir o trabalho muito mais rapidamente do que o esperado, e com resultados de alta qualidade e um acabamento suave. O apoio dos técnicos da Cat® no local garantiu a optimização do desempenho do equipamento e das equipas de trabalho."

Compactação
Três cilindros compactadores Cat, o CB434D, o PS300B e o CB34 foram utilizados e facilmente mantidos ao ritmo das duas pavimentadoras. O estilo central do sistema vibratório do CB434D proporcionou uma força de compactação ideal, oferecendo vantagens de manutenção.
O PS300B trabalhou no modo de "breakdown", e estava mesmo atrás da segunda pavimentadora, a AP555E. A junta longitudinal foi feita “a quente” e facilmente compactada porque a primeira pavimentadora estava apenas a uma pequena distância à frente da segunda.

Os compactadores trabalharam a uma distância que permitiu a compactação, acompanhando o conjunto de pavimentação. O número de passagens dependeu da velocidade da pavimentadora e dos camiões de entrega. Os compactadores trataram as duas camadas recém-colocadas como se se tratasse apenas de uma e trabalharam ao longo de toda a largura da faixa.

Acabamento
O trabalho foi concluído a tempo e a contento das autoridades locais.

A Empresa Sanestradas
A Empresa Sanestradas foi fundada em 1966. É detida e gerida por Daniel A. Gonçalves e está sediada em São Domingos de Rana, Portugal. É especializada na construção de estradas: engenharia, fabrico de asfalto e pavimentação.
Published on: 19 MAR 2012
GalleryGallery