Login
Registar
  • por
  • spa
  • eng
  • br

Fileira hortícola, arborícola e vitícola reunidas no Vinitech-Sifel


De 27 a 29 de novembro próximos, o Vinitech-Sifel, no âmbito do seu Fórum Ideias, organiza uma série de conferências e reuniões orientadas para o sector arborícola e hortícola.
Os profissionais procuram melhorar a qualidade dos seus produtos, responder às expectativas dos consumidores, optimizar as práticas culturais para uma agricultura sustentável, afrontar a concorrência mundial... O momento é de reflexão, de diálogo e mais do que nunca de pesquisa de soluções e inovações.…

Vinitech-Sifel… um salão prospectivo atento aos profissionais das fileiras arborícola e hortícola
Em concertação com os grandes actores do sector, os organizadores optaram por valorizar dois importantes temas a desenvolver no quadro de duas conferências plenárias.
• A primeira será sobre a agro-ecologia em matéria de técnicas culturais. Pierre Gaillard, Director de Fruits et Légumes d’Aquitaine (animador desta conferência conjuntamente com o INVENIO, centro de pesquisa e experiências da fileira frutas e legumes) e conselheiro tecnológico do Vinitech-Sifel recorda-nos o contexto dos desafios:
«Impulsionada pelas regulamentações europeias, a nossa agricultura evolui muito rapidamente. Surgem obstáculos técnicos que vão aumentando nomeadamente, com o desenvolvimento dos bio-agressores com populações resistentes às substâncias activas. Paralelamente, os consumidores largamente incitados ao consumo de frutas e legumes frescos através dos Programas Nacionais de Alimentação e Saúde, exigem, cada vez mais, produtos saudáveis, de boa qualidade gustativa e provenientes de sistemas de produção com baixo impacto ambiental.
O desafio está pois em melhorar os sistemas agrícolas e conceber novos, para propor aos agricultores soluções que garantam simultaneamente a produção e os ecossistemas de forma perene. O objectivo da agro-ecologia é o de melhor controlar os fluxos externos e internos do solo, de o tornar mais eficaz aumentando a sua capacidade de produção natural, economizando agro-químicos, produzindo de forma mais limpa e preservando o ambiente e a saúde dos seus habitantes. Tudo isto passa pela transferência de competências e de conhecimentos entre a agricultura biológica e a agricultura convencional da fileira das frutas e legumes».
• Desafio da produtividade e da qualidade, novas expectativas sociais…, como manter a sua empresa face a estes novos reptos …o Vinitech-Sifel trará também um esclarecimento acerca destas questões, consagrando uma conferência plenária aos «Os recursos humanos, o recenseamento e a transmissão na agricultura» sob a égide da DRAAF Aquitaine (Direcção Regional da Alimentação da Agricultura e das Florestas e JURISVIN. Jacky Bonotaux, representante da DRAAF Aquitaine e animador desta conferência explica-nos o contexto:
«2000 – 2010: a agricultura em geral da qual a fileira da arboricultura e horticultura, sofreu profundas mutações ao longo destes últimos dez anos. Demonstram-no os primeiros resultados do recenseamento. Após um período de melhorias quantitativas e qualitativas das suas produções que beneficiaram a economia no seu conjunto estas fileiras vêm-se novamente confrontadas a desafios e expectativas:
Questão económica: com uma concorrência externa cada vez mais viva. Internamente, o conceito económico baseado numa produção sob o signo da qualidade e que permite libertar-se da concorrência através dos custos e do volume, encontra-se actualmente no limite.

Questão social: com fileiras que atraem menos, seja o responsável da exploração ou o empregado. Os efectivos em formação diminuem. O défice de jovens faz-se sentir, o que obriga os mais velhos a prosseguirem com a actividade por falta de interessados.
Daqui a dez anos, serão 20% os patrões e idêntico número de empregados que será necessário substituir. Em termos de expectativas, elas são fortes, múltiplas e não se limitam à questão da produção alimentar. Mesmo se a função alimentar e a segurança permanecem como preocupações essenciais, a sociedade espera também da agricultura que ela estruture o espaço respeitando o ambiente.
Outros desafios a enfrentar: tornar compatíveis a evolução da procura e a capacidade dos agricultores em dar-lhe resposta, sem nunca pôr em causa viabilidade económica das explorações. O desenvolvimento sustentável não se limita ao respeito pelo ambiente, toma também em conta a dimensão económica e social. Daqui a dez anos serão confrontados com novos desafios. Uma nova página será então escrita».
Esta conferência, no centro da actividade, promete ser particularmente federativa.

Vinitech-Sifel … partilha de conhecimentos para ser mais competitivo
Em paralelo a estes dois encontros, o Vinitech-Sifel oferece um programa de conferências e de workshops práticos sobre a evolução e as inovações em matéria de técnicas culturais. Entre os temas já inscritos:
• A situação da Drosophylla Suzuki (organizada pelo CTIFL, Centro técnico Interprofissional das Frutas e Legumes e INVENIO): a conferência fará o ponto sobre esta nova praga que afecta morango, framboesa e cereja.
• O esclarecimento sobre a arboricultura (CTIFL e INVENIO): ponto sobre as actuais técnicas químicas e mecânicas.
• A criação da variedade morango framboesa (com o CIREF, Création Variétale Fraises Fruits Rouges).
Ao propor a totalidade de uma quarentena de temas, que tocam as fileiras arborícola, hortícola e viti-vinicola, tratados sob diferentes formatos (conferências, workshops, mesas redondas), o Vinitech-Sifel 2012 permanece fiel à sua promessa de campanha de comunicação «Um mundo de trocas num mundo em mudança».

Vinitech-Sifel 2012: uma oferta reorquestrada
Para 2012 o Vinitech-Sifel, adopta, uma nova estruturação que se apoia no agrupamento no mesmo Hall 1, dos expositores ligados ao sector arborícola e hortícola. 300 participantes estarão assim reunidos em torno de um polo «Técnicas culturais» (20.000m2), de um polo «Equipamentos frutas e legumes» (3.000m2) e de um polo «Serviços» (3.000m2) Estes espaços serão completados pelos sectores específicos viti-vinícolas: «equipamentos de cave e de celeiro», «engarrafamento e acondicionamento». Com mais de 1.000 marcas representadas, o salão será a edição de todas as soluções em matéria de equipamentos e serviços para as duas fileiras com um acento nas inovações. No evento, haverá um espaço inteiramente dedicado à apresentação das novas tecnologias e processos propostos pelos expositores. Uma demonstração ao vivo do dinamismo das fileiras. Os visitantes poderão ainda encontrar todos os produtos premiados no quadro dos troféus Vinitech-Sifel.

www.vinitech-sifel.com

Contactos em Portugal: CCILF Câmara do Comércio e Indústria Luso-Francesa

promosalons@portugal.pt

213 241 995/7
Publicado em: 24 MAI 2012
Gallery